Logo Risatec
Quais São Os Tipos De Fundação E Suas Principais Aplicações?

Tipos de fundação: quais são eles e suas aplicações?

Compartilhe:

Indice

Você sabia que existem diferentes tipos de fundação para construção civil? 

A fundação é uma das partes mais importantes da estrutura de uma obra, ela é a garantia que a edificação seja segura e se mantenha estável ao decorrer do tempo, sem rupturas ou outros transtornos relacionados à integridade física do edifício. 

Há diferentes tipos de fundação, incluindo: tubulões, estacas armadas, blocos de fundação, sapatas, caixões, radier e grelhas.

Continue lendo e entenda mais sobre as principais características de cada uma delas e suas aplicações. 

O que é uma fundação?

A fundação é parte da estrutura de uma edificação que tem um papel crucial no desempenho de uma construção, sendo responsável por distribuir o peso da obra para o solo de maneira uniforme. 

Como dito, há diferentes tipos de fundação e elas são aplicadas em casas, edifícios, viadutos ou qualquer outro tipo de edificação. 

Normalmente, os materiais utilizados para as fundações são o concreto e o aço. Isso porque, esses materiais apresentam uma alta resistência e baixa deformação, sendo ideal para estruturas que necessitam de alta estabilidade.

Mas, afinal quais são os principais tipos de fundação?

Cada um dos diferentes tipos de fundação possui características próprias, com aplicação em solos distintos e para projetos com necessidade específicas. 

Vale lembrar que  saber escolher a fundação correta para a obra é de extrema importância e garante que a estrutura se mantenha resistente e segura ao longo dos anos. 

Podemos separar os tipos de fundação em dois grupos: rasas e profundas. 

As fundações rasas são caracterizadas pela distribuição das cargas provenientes da edificação diretamente no solo.

De acordo com a NBR 6122, as fundações rasas devem ser assentadas em uma profundidade inferior a duas vezes a menor dimensão da fundação na planta. Por sua vez, elas são recomendadas apenas para solos que apresentam uma boa resistência. 

Já as fundações profundas são caracterizadas pela transmissão da carga ao terreno pela base, pela superfície lateral, ou ambas. Nesse tipo de fundação, a base deve estar apoiada a uma profundidade superior a oito vezes a sua menor dimensão em planta, com o mínimo de três metros. 

Continue lendo e conheça mais sobre os 7 tipos de fundação e suas principais características:

1. Tubulão

A fundação tubulão é uma solução cada vez mais usada na construção civil para a fundação de edifícios e estruturas. É uma alternativa às fundações tradicionais, como os pilares e vigas, e é ideal para a construção de estruturas grandes e pesadas.

Sendo considerado uma espécie de estaca, o tubulão é usado na fundação como um suporte para a estrutura que será construída. Ele é enchido com uma mistura de concreto e areia, e sua profundidade é determinada pelo tipo de estrutura que está sendo construída.

2. Estaca armada

A estaca é um dos tipos de fundação profunda utilizada para transmitir as cargas da edificação para o solo. Elas podem ser feitas de diferentes materiais e formatos e a escolha depende do tipo do solo.

Elas podem ser cravadas ou escavadas e possuem diferentes tipos, sendo elas: 

  • Estaca Strauss
  • Estaca Raiz
  • Estaca Hélice Contínua
  • Estaca Broca
  • Estaca Franki
  • Estaca Pré-Moldada De Concreto Cravada
  • Estaca Metálica Cravada
  • Estaca De Madeira
  • Estaca Prancha
  • Estaca Mega Cravada
  • Estaca Barrete

3. Bloco de fundação

Os blocos de fundação são recomendados para obras de pequeno porte em solos que possuem uma boa capacidade de suporte. 

De acordo com a NBR 6122/2010, eles podem ser dimensionados sem a utilização de armadura, isso porque, as tensões de tração que agem sobre o bloco podem ser suportadas pelo concreto. 

4. Sapata

Sendo um dos tipos de fundação rasa, há dois tipos de sapata: a isolada e a corrida. 

A sapata isolada é indicada para os terrenos resistentes e que possuem o solo firme. A base em planta pode ser quadrada, retangular, circular ou poligonal. 

Já a sapata corrida é caracterizada por uma estrutura contínua fabricada a partir do concreto armado abaixo das paredes. Ela é uma fundação direta e superficial, que normalmente é utilizada para muros, paredes de reservatórios e casas com vãos pequenos. 

5. Caixão

Os caixões são caracterizados pelas suas pela sua forma prismática concretadas na superfície e instalados por escavação interna. Esse é um dos tipos de fundação profunda mais utilizados na construção civil brasileira.  

6. Radier

O radier é um dos tipos de fundação rasa que apresenta grandes dimensões em planta. Sendo responsável por receber pelo menos 70% da carga de uma edificação, o radier é uma placa de concreto armado ou protendido que é instalado abaixo da construção em contato direto com solo. 

7. Grelha

Sendo utilizadas para fundações rasas, as grelhas são compostas por uma série de vigas que se cruzam nos pilares. Por sua vez, as grelhas são aplicadas na construção das sapatas pois ajuda a sustentar o peso da construção, aumentando a distribuição de toda a carga no solo. 

Conte com a Risatec para a sua fundação

Agora que você já conhece mais sobre os tipos de fundação, é importante contar com uma empresa de procedência e que possui uma ampla experiência no segmento de ferro e aço, como a Risatec!

Contamos com uma extensa estrutura e frota de caminhões própria. Além disso, utilizamos máquinas com tecnologia de ponta para garantir produtos e serviços de excelência. 

Se você é vendedor e deseja falar com a nossa central de fornecedores clique no botão.